Pélico

Discografia

Euforia (2015)

ficha

  • sobrenatural

    • Letra

      sobrenatural
      (pélico)

      tudo com você
      era sobrenatural
      sexo com você
      não há pecado original

      só a culpa de viver
      o nosso eterno vai-não-vai
      mas desta vez é pra valer
      e um mundo novo a gente faz

      e nada vai nos impedir
      meu bem, somos dois a sonhar
      um amor assim pr’além de lá
      a gente sabe o que quer
      a gente sabe que dá pra recomeçar

      que a vida ainda nos quer bem
      somos dois a sonhar
      um amor assim pr’além de lá
      a gente sabe o que quer
      a gente sabe que dá pra recomeçar
      cê finge, mas eu sei
      e aquele medo do seu pai?
      pode dizer pra ele que você
      não se cansou de acreditar

      vamos nos perder
      sob o sol e os vendavais
      não temos tempo pra esconder
      o que não se pode censurar

      e nada vai nos impedir
      meu bem, somos dois a sonhar
      um amor assim pr’além de lá
      a gente sabe o que quer
      a gente sabe que dá pra recomeçar
      que a vida ainda nos quer bem
      somos dois a sonhar
      um amor assim pr’além de lá
      a gente sabe o que quer
      a gente sabe que dá pra recomeçar

  • Olha Só

    • Letra

      olha só
      (pélico)

      olha só, menina, o que você me fez
      não sei se foi pra ter, ou não ter
      querendo, ou sem querer, eu gostei
      e mergulhei sem tento de voltar e sentir

      olha só, menina, o que você me fez
      você pode e tem o que quiser de mim
      eu vou deixar de me esconder
      e até esquecer que sou da geração da solidão

      aí a gente aperta o passo
      dobra aquela esquina
      e esquece aqueles que um dia nos fizeram tão mal

  • Sozinhar-me

    • Letra

      sozinhar-me
      (pélico)

      menina de moçambique
      que traz e me leva a paz
      à noite eu vou a pique
      de dia não choro mais

      maputo ficou tão triste
      quando te viu no mar
      diga aos seus que está feliz
      e que aprendeu a sambar

      meus planos são seus encantos
      e o oposto de toda dor
      mas no final do ano
      cê se mandou pra salvador

      não tenho mais idade
      o tempo me alcançou
      se quer minha castidade
      sozinhar-me vou

      sozinhar-me vou
      sozinhar-me vou
      se isto é felicidade
      esperar-te vou

  • Escrevo

    • Letra

      escrevo
      (pélico)

      escrevo pra me livrar
      do tempo
      do pouco
      do medo
      do mesmo
      e do que nunca me esqueço

      escrevo pra recordar
      o beijo
      o sábado
      o ávido
      o cheiro
      e o tanto que desconheço

      escrevo pra te ganhar
      no laço
      no papo
      no passo
      no dengo
      e assim vou vivendo

      vivendo
      vivendo
      vivendo…

      escrevo pra suportar
      teu silêncio

  • Overdose

    • Letra

      overdose
      (pélico)

      dizem que não é legal
      desejar a alguém o mal
      mas eu sou mais normal
      do que mau

      não penso o dia inteiro nisso
      às vezes tenho uns compromissos
      e no findar desse ofício
      o meu vício

      não que eu desejasse a morte
      só um pouco de má sorte
      ou quem sabe um overdose de ciúme

      Desse que escurece a vista
      voam copos cheios de malícia
      e o vizinho chama a polícia
      e que chame

      sua vida tão pouca e pequena
      não vai me calar

  • Você Pensa Que Me Engana

    • Letra

      você pensa que me engana
      (pélico)

      você pensa que me engana
      seu prazer é magoar
      já conheço tua fama
      de querer em tudo ganhar

      não tem fogo, não tem grana
      que te faça amaridar
      que a todos você ama
      e por ninguém vai se dobrar

      não sou o tal
      nem o seu quintal
      pra viver o bem e o mal
      me joguei num outro astral

      eu não quero seu conselho
      de sonhar o sonho alheio
      eu não vou me entregar

      você pensa que me engana
      não me engana
      você pensa que me engana
      e me engana

      você nega qualquer drama
      teu viver é teu partir
      e só quer levar pra cama
      quem melhor te seduzir
      pelos cantos só reclama
      que não tem por que sorrir
      amanhã você me chama pra tentar se redimir

  • O Meu Amor Mora no Rio

    • Letra

      o meu amor mora no rio
      (pélico)

      não sou de chorar por chorar
      desse jeito não deu e nunca vai dar

      essa coisa de se machucar
      já fez muito bem
      pro meu cantar

      tava crente que a vida ia mudar
      até pensei num lugar
      pra gente morar

      confiei ao destino traçar
      mas ele tratou
      de destraçar

      são paulo tão cheia
      e eu tão vazio
      que cilada!
      então jogo minha tristeza no ar
      e corro feito um louco para buscá-la

      só eu sei que o meu amor mora no rio
      e eu nem sei por que ela foi pra longe de mim

  • Ela Me Dá

    • Letra

      ela me dá
      (pélico)

      espírito de força
      asa do meu ninho
      brisa no meu rosto
      ela é o meu moço
      toda a graça é dela

      abrigo luminoso
      ode da minha língua
      plácida rainha
      minha tardezinha
      ela rima com ela

      ela me dá tanta vida

      sorriso dos meus olhos
      beijo de partida
      doce tentativa
      minha carne viva
      ela é minha novela

      saliva do desejo
      lança do destino
      cobiça de vizinho
      sinuoso caminho
      minha tara tá nela

      ela me dá tanta vida

  • Vaidoso

    • Letra

      vaidoso
      (pélico)

      quis no tempo recolher
      nós que não desatam mais
      e cada gesto se desfez
      não há caminho pra voltar

      sou refém do que inventei
      sem pedir, nem me poupar
      e tanta mágoa eu plantei
      já nem sei se foi por mal

      oh, meu bem, me fale de alguém
      que foi feliz por amar demais

      seu eu pudesse escolher
      levaria o teu olhar
      mas não me peça pra entender
      se chorei pra te enganar

      dos excessos me tornei
      rei sem reino, nem altar
      e vaidoso me deitei
      com você e tantas mais

      oh, meu bem, me fale de alguém
      que foi feliz por amar demais

  • Euforia

    • Letra

      euforia
      (pélico)

      reconheço que amanhã
      será um novo dia
      e que pouco lembrarei
      de toda essa euforia

      meu corpo não sossega
      enquanto não te vejo
      é na rua rouca
      onde explodem meus desejos

      e insisto em dizer:
      ainda é possível supor
      que em toda dor
      more uma alegria

      e num momento de estiagem
      não me falte a coragem
      de ser o que sou
      porque sou sonhador dos meus dias

      me perco nesse mar de olhar
      que nada termina
      e a doce incerteza
      me acerta, me ilumina

      tantas vezes eu busquei
      um novo endereço
      sempre o velho jeito
      de tentar um recomeço

      e insisto em dizer:
      ainda é possível supor
      que em toda dor
      more uma alegria

      e num momento de estiagem
      não me falte a coragem
      de ser o que sou
      porque sou sonhador dos meus dias

  • Meu Amigo Zé

    • Letra

      meu amigo zé
      (pélico)

      meu amigo zé
      cê que tem
      cê que viu
      todos os olhos
      no olho do furacão
      me ensina a ser feliz
      e a cantar no seu tom

      nunca pensei que aquela mulher
      maltrataria meu coração
      tentei reagir, hoje sou um qualquer
      tenho a dor como profissão
      sem iguarias, vivo de água e pão
      e ainda tenho que dividir com a solidão

      meu amigo zé

  • Repousar

    • Letra

      repousar
      (pélico)

      vou repousar meu coração
      em algum lugar mais firme
      imune, longe dos temporais

      vou procurar a mansidão
      de um abraço imaculado
      calmo venha me alcançar

      se a vida desbota o sonho e a esperança
      hei de ser sempe criança

      e onde estiver o amor eu vou
      onde estiver o amor eu vou

  • Calado

    • Letra

      calado
      (pélico)

      uma paixão
      não sei não
      uma vontade

      ou saudade amores que vêm
      por pouco se vão

      e o meu coração
      quando cansado
      ando calado
      no abismo das horas
      no infinito das cores
      da imaginação

  • Euforia (v2)

    • Letra

      euforia
      (pélico)

      reconheço que amanhã
      será um novo dia
      e que pouco lembrarei
      de toda essa euforia

      meu corpo não sossega
      enquanto não te vejo
      é na rua rouca
      onde explodem meus desejos

      e insisto em dizer:
      ainda é possível supor
      que em toda dor
      more uma alegria

      e num momento de estiagem
      não me falte a coragem
      de ser o que sou
      porque sou sonhador dos meus dias

      me perco nesse mar de olhar
      que nada termina
      e a doce incerteza
      me acerta, me ilumina

      tantas vezes eu busquei
      um novo endereço
      sempre o velho jeito
      de tentar um recomeço

      e insisto em dizer:
      ainda é possível supor
      que em toda dor
      more uma alegria

      e num momento de estiagem
      não me falte a coragem
      de ser o que sou
      porque sou sonhador dos meus dias